Translate

Procure no blog

segunda-feira, 15 de maio de 2017

São João Batista de La Salle, Confessor e Fundador

São João Batista de La Salle

Padroeiro dos Educadores e dos professores
Fundador da Congregação dos Irmãos das Escolas Cristãs

Origens

João batista de La Salle nasceu no dia 30 de abril de 1651, em Reims, na França. Filho de família nobre e profundamente cristã, ele recebeu a fé cristã pelo testemunho dos pais. Foi o mais velho entre quatro irmãos, que também se tornaram religiosos. Uma foi freira no Mosteiro de Santo Estêvão na cidade de Reims. Outros dois foram padres diocesanos. João Batista, porém, destacou-se por causa de seus dons espirituais.

Formação e arte

Desde criança, João Batista brincava de repetir as celebrações litúrgicas das quais participava com a mãe, num altarzinho montado por ele. Ao mesmo tempo, seu pai despertou nele o gosto pelas artes, especialmente a música clássica e sacra. Seu pai promovia encontros musicais toda semana em sua casa, com os mais renomados músicos da região. João Batista tomava parte nessas apresentações executando sempre músicas sacras. Por isso, seus pais o ajudaram a entrar no Coral dos Cônegos da Catedral. Seu pai imaginava que, pela desenvoltura do menino, ele se tornaria um bom político. Contudo, o desejo que brotava no coração do pequeno João Batista era outro.

Vocação

Chegando o tempo de escolher que profissão seguir, o jovem João Batista de La Salle declarou seu desejo: queria ser padre. O pai se surpreendeu, mas aceitou, entendendo que não poderia, nem deveria, disputar o filho com o Pai Celestial. Assim, o jovem passou a ser coroinha. Ao completar dezesseis anos, recebeu a nomeação de Cônego da Catedral da cidade de Reims. João Batista vinha se dedicando aos estudos desde menino. Por isso, quando completou dezoito anos, tinha uma bagagem enorme, o que o levou a receber o título de Mestre das Artes Livres. Pouco tempo depois, ingressou na Universidade de Sorbonne.

Estudos e vida missionária

Enquanto estudava na Sorbonne, sua residência passou a ser o Seminário São Sulpício, na cidade de Paris. Ele dividia o tempo entre os estudos, a oração, a caridade e o trabalho de catequista. Seu trabalho foi tão frutuoso que ele lecionou para quatro mil crianças, ensinando a elas os rudimentos da fé cristã, preparando-as para receberem a primeira comunhão e formando-as para, no futuro, tornarem-se cristãos fervorosos. Com essa experiência, ele descobriria sua vocação de educador.

Cuidado com os irmãos 

Assim que terminou seus estudos na Sorbonne e saiu do seminário os pais de João Batista de La Salle faleceram. Isso interrompeu os planos do jovem teólogo, mas ele compreendeu que sua missão, no momento, era cuidar de seus irmãos. E foi isso que ele fez. E o fez com tanta profundidade que seus irmãos se tornaram também religiosos. Quando viu que seus irmãos estavam prontos para assumirem suas vidas e caminharem com as próprias pernas, João Batista pôde, então, realizar seu sonho. Ele foi ordenado padre no ano de 1678.

Ministério frutuoso

Exercendo seu talento de educador, o Padre João Batista de La Salle fundou uma escola destinada à formação de professores leigos, para tentar sanar um pouco da falta de formação que via na sociedade. Paralelamente, ele retomou o estudo da teologia visando atingir o doutorado, meta que conseguiu em 1681.

Fundador

Após o doutorado e seguindo sua vocação de educador, São João Batista de La Salle fundou a Congregação dos Irmãos das Escolas Cristãs, cujo carisma é a formação humana e espiritual de crianças e adolescentes pobres. Em pouco tempo, várias casas estavam abertas e cheias de alunos. Em 1700, apenas nove anos depois, a congregação iniciou um seminário. Lá, os alunos aprendiam pedagogia, gramática, leitura, matemática, física, catecismo da Igreja Católica e música litúrgica.

Explosão da obra

São João Batista de La Salle teve a felicidade de ver sua obra crescer como ele jamais sonhara. Ele a viu com mais de setecentos irmãos distribuídos entre cento e quatorze casas e o que é mais importante, atendendo a mais de trinta mil alunos, todos oriundos das classes pobres. Mais tarde, sua congregação se espalhou pelo mundo e chegou ao Brasil em 1907, formando crianças em minas Gerais, Rio de Janeiro e Rio Grande do Sul.

Morte

São João Batista de La Salle faleceu num dia muito especial: uma sexta-feira santa, 7 de abril do ano 1719, na cidade de Rouen. Seu carisma de educador atravessou os séculos e formou milhares de pessoas, dando a elas ensino, formação humana, espiritual e oportunidades de trabalho. O Papa [São] Pio X elevou-o às honras dos altares em 1900. Mais tarde, o Papa Pio XII proclamou-o padroeiro de todos os educadores.

Oração a São João Batista de La Salle

“Ó Deus que concedestes inumeráveis Graças ao Vosso filho São João de La Salle, inspirando-o no desenvolvimento do ensino e aprendizagem, concedei-me também a nós, por sua intercessão, a graça de sermos sempre felizes nos meus estudos e aprendizado e também no ensino do próximo, quando este serviço se fizer necessário. Por Cristo Nosso Senhor Jesus Cristo, vosso Filho. Amém. São João de La Salle, rogai por nós.”

Reflexão

[minhas palavras]

Um santo feito João de La Salle, que cresceu e foi educado numa família intelectual e cristã, fez muita diferença no mundo todo. Diz-se que doou toda sua fortuna aos pobres. Quem mais faria isso? E olhando as estatísticas, veja o bem que uma pessoa sozinha - claro que inspirada por Deus - fez. Ajudou tantas crianças pobres e sem instrução nenhuma a ter educação digna. E fico me perguntando como tem gente ignorante que consegue falar mal da Igreja Católica e de seus membros Será que não percebem que agindo assim vão contra o próprio Cristo? Como tem um cisco imenso no meio do olho, não? Lendo a história de vida desse admirável santo, me dá uma nostalgia tão grande desses tempos que não vivi e me inspira uma vontade tão grande de fazer algo pela sociedade, mas o quê? A impressão que tenho é que não há mais o que fazer, além de rezar. Parece que já está tudo encaminhado. Mas que grande erro meu pensar assim. Vivemos tempos onde o mal está implantado, especialmente nas escolas. O marxismo agiu muito bem se infiltrando aos poucos nas escolas, pois é mais fácil doutrinar e inculcar maleficências nas cabeças dos mais ingênuos - as crianças e adolescentes. Então, que façamos assim: vamos observar nossas crianças nas escolas, vamos observar o que nossos filhos estão estudando, que conteúdos as escolas passam às nossas crianças... Tudo! Não podemos perder a guerra e devemos levar nosso filhos e crianças ao Céu. Precisamos que o exército celestial seja maior que o do inimigo infernal. E aos professores cristãos, sugiro que peçam sempre a intercessão desse grande santo antes de entrarem em sala de aula e exercerem o seu ofício. Sem dúvida que terá um dia de trabalho muito melhor. Salve Maria
__________
Visto em: http://www.cruzterrasanta.com.br/historia-de-sao-joao-batista-de-la-salle/263/102/#c ; com algumas pequenas correções.
[grifos meus]
Missal Quotidiano de D. Beda, 1959.

Nenhum comentário:

Postar um comentário

Caro (a) leitor (a), este blog é católico. Não aceitaremos ofensas contra a Igreja Católica. Por favor, antes de comentar certifique-se se o que está prestes a escrever tem alguma significância perante as Leis da Igreja.

Related Posts Plugin for WordPress, Blogger...

A Tradição é linda.

A Tradição é linda.

Palavras de Santo Agostinho

"A oração é uma chave do céu; sobem as preces, desce a divina misericórdia. Por mais baixa que seja a Terra, e alto o Céu, Deus ouve a língua do homem, quando este tem limpa a consciência."

Siga-me no Facebook