Translate

Procure no blog

quinta-feira, 25 de maio de 2017

Ascensão do Senhor - Leitura Completa

"Ascendens in altum captidam durit captiditatem: 
dedit dona hominibus" Ephes. 8

The Ascencion of Jesus, de Garofalo

Esta festa instituída, como entende Santo Agostinho, pelos Apóstolos, bem como a da  Páscoa e de Pentecostes, prova a fé da Igreja universal em todos os mistérios do Homem-Deus, dos quais é remate e realização suprema a gloriosa Ascensão.

Conforme a ordem dera Cristo Senhor Nosso aos Apóstolos e discípulos, ajuntaram-se estes no dia marcado, sobre uma montanha da Galiléia por Ele designada, em número de mais de quinhentos. Deu-lhes Jesus as últimas instruções para a propagação da lei evangélica: de novo assegurou-lhes que estaria com eles até a consumação dos séculos, e com sua Igreja, para a defender, governar e dar-lhe o triunfo contra o inferno e o mundo.

Introito

Varões Galileus, porque admirados olhais para o Céu? Aleluia. Como o vistes subir ao Céu, assim virá: Aleluia, Aleluia, Aleluia. Sl. 146. Vós, povos todos, batei palmas. Jubilai a Deus com voz de alegre canto. Glória...

Oração

Concede-nos, ó Deus Onipotente, que assim como acreditamos, que teu Unigênti nosso Redentor subiu neste dia ao Céu, também lá tenhamos em espírito nossa morada. Por Cristo N. S. Amém.


Epístola (At 1, 1-11)

1.Em minha primeira narração, ó Teófilo, contei toda a seqüência das ações e dos ensinamentos de Jesus, 2.desde o princípio até o dia em que, depois de ter dado pelo Espírito Santo suas instruções aos apóstolos que escolhera, foi arrebatado (ao céu). 3.E a eles se manifestou vivo depois de sua Paixão, com muitas provas, aparecendo-lhes durante quarenta dias e falando das coisas do Reino de Deus. 4.E comendo com eles, ordenou-lhes que não se afastassem de Jerusalém, mas que esperassem o cumprimento da promessa de seu Pai, que ouvistes, disse ele, da minha boca; 5.porque João batizou na água, mas vós sereis batizados no Espírito Santo daqui há poucos dias. 6.Assim reunidos, eles o interrogavam: Senhor, é porventura agora que ides instaurar o reino de Israel? 7.Respondeu-lhes ele: Não vos pertence a vós saber os tempos nem os momentos que o Pai fixou em seu poder, 8.mas descerá sobre vós o Espírito Santo e vos dará força; e sereis minhas testemunhas em Jerusalém, em toda a Judéia e Samaria e até os confins do mundo. 9.Dizendo isso elevou-se da (terra) à vista deles e uma nuvem o ocultou aos seus olhos.. 10.Enquanto o acompanhavam com seus olhares, vendo-o afastar-se para o céu, eis que lhes apareceram dois homens vestidos de branco, que lhes disseram: 11.Homens da Galiléia, por que ficais aí a olhar para o céu? Esse Jesus que acaba de vos ser arrebatado para o céu voltará do mesmo modo que o vistes subir para o céu." 

Aleluia, Aleluia. Subiu Deus com júbilo, e o Senhor com voz de trombeta. Aleluia.

Evangelho (Mc 16, 14-20)

14.Por fim apareceu aos Onze, quando estavam sentados à mesa, e censurou-lhes a incredulidade e dureza de coração, por não acreditarem nos que o tinham visto ressuscitado. 15.E disse-lhes: Ide por todo o mundo e pregai o Evangelho a toda criatura. 16.Quem crer e for batizado será salvo, mas quem não crer será condenado. 17.Estes milagres acompanharão os que crerem: expulsarão os demônios em meu nome, falarão novas línguas, 18.manusearão serpentes e, se beberem algum veneno mortal, não lhes fará mal; imporão as mãos aos enfermos e eles ficarão curados. 19.Depois que o Senhor Jesus lhes falou, foi levado ao céu e está sentado à direita de Deus. 20.Os discípulos partiram e pregaram por toda parte. O Senhor cooperava com eles e confirmava a sua palavra com os milagres que a acompanhavam. Bíblia Católica Online - Leia mais em: https://www.bibliacatolica.com.br/biblia-ave-maria/sao-marcos/16/


Secreta

Recebei, Senhor, as ofertas que vos apresentamos pela gloriosa Ascensão de vosso Filho; e concedei, propício, que sejamos livres dos perigos presentes, e cheguemos à vida eterna. Pelo mesmo Senhor Nosso. Amém.

Communio

Cantai salmos ao Senhor, que sobre sobre os céus dos céus no Oriente. Aleluia.

Postcommunio

Concedei-nos, Onipotente e Eterno Deus, que alcancemos o fruto invisível destes mistérios visíveis que temos recebido. Por Cristo Senhor Nosso. Amém.

Nos quarenta dias antes da Ascensão convenceu Cristo Senhor Nosso aos discípulos da sua verdadeira ressurreição, mostrou-lhes em frequentes aparições que estava vivo, comendo várias vezes com eles, doutrinando-os no reino dos céus, isto é, em todos os mistérios da religião, de cuja compreensão tornaram-se mais capazes desde que lhes dissera, assoprando sobre eles, no dia da Ressurreição: Recebei o Espírito Santo.

Verdade é que só no dia de Pentecostes receberão os discípulos a plenitude dos dons do Espírito Santo, aqui marcados pelo Batismo de Espírito Santo, e só em relação ao poder das chaves, ou poder de absolver no Sacramento de Penitência, lhes foi dito: Recebei o Espírito Santo; pode-se todavia dizer que desde já tornou-se-lhes o espírito mais esclarecido, menos grosseiro, e mais aparelhado para ouvir as grandes verdades que o Mestre até então só lhes dissera por modos figurados e misteriosos. Nesse mesmo tempo ensinou aos Apóstolos quanto importava para o estabelecimento e governo da Igreja, e prescreveu-lhes muitas coisas que não nos vem nas Escrituras, senão pela Tradição cristã.

A fé viva, acompanhada das obras, é que salva. Sem a fé, não há salvar-se; a fé porém não vale, se não for junta com a observância da lei de Deus.

Muitas graças demos ao Senhor por termos nascido na religião católica, fora da qual não há salvação: creiamos tudo que ela nos ensina; nisso porém não fiquemos; seja nossa vida conforme a fé, que, de outro modo, só servirá esta para agravar nossa condenação.

À Igreja em geral foi feita a promessa dos milagres, para certas ocasiões; e esta vemos realizada em todos os tempos, quanto foi necessário para bem da Igreja e progresso do cristianismo. Em todos os séculos teve a Igreja taumaturgos, e sempre os terá, até o fim do mundo, e é esta a glória privilégio da Igreja Católica Apostólica Romana porquanto não há seita herética ou cismática onde apareça um milagre sequer. O cisma, o erro, não podem esperar de Deus semelhante confirmação.

Nesta derradeira entrevista, no dia da Ascensão, repreendeu o Senhor a pouca fé dos Apóstolos, exprobrou-lhes com suavidade a renitência de alguns em acreditar no testemunho dos que primeiros o viram ressuscitado. Relembrou-lhes o quanto tinha predito da sua morte e ressurreição agora verificadas. Ide, acrescentou o Salvador, ide anunciar a toda a terra o mistério da minha Ressurreição e outras maravilhas que vistes com vossos olhos; pregai a todos os povos as grandes verdades que vos ensinei; dar-vos-ei tais discursos e tal sabedoria, que não poderão as nações conjuradas contra vós nem responder nem resistir-vos. Nada temais, estarei convosco até a consumação dos séculos e, por maior que seja a sanha e furor dos vossos inimigos, todo o fogo da perseguição não fará cair um cabelo da vossa cabeça, porquanto sereis revestido de força sobrenatural pelo Espírito Santo, que breve vou mandar-vos.

Assim, despedido da terra, penetrou Jesus Cristo em um instante todos os céus, e foi sentar-se, como Filho unigênito de Deus, à direita de seu Pai, no mesmo trono, comunicando desde já a sua Humanidade a plenitude da glória.

Não ocupa o Pai Eterno, no Céu, lugar determinado, não se assenta em trono material, com direita e esquerda, com assento e escabelo. Usa a Sagrada Escritura de tais modo de falar, em certos casos, conformando-se com nosso modo de idear, pondo-se ao alcance do povo, que costuma afigurar-se Deus como um monarca entronizado no meio de numerosa côrte. Dizemos assentado à direita, para significar o soberano poder de Nosso Senhor Jesus Cristo sobre todas as criaturas, e sua perfeita igualdade com o Pai.

Depois de abrir-nos caminho para a Jerusalém celeste e abrir-nos as portas, sobe Jesus Cristo ao Céu a aguardar-nos os lugares que nos preparou. Nosso Advogado lá pleiteia a nossa causa. Filhinhos meus, diz o Discípulo amado, eu vos escrevo estas coisas para que não pequeis; mas, se alguém ainda tem pecado, temos por Advogado para com o Pai, Jesus Cristo Justo, porque Ele é a propiciação pelos nossos pecados, e pelos de todo o mundo (I João, c. II). Pontífice eterno, reconcilia-nos com o Pai, apresentando-lhe os estigmas de seus pés e mãos adoráveis, e demais, continuando sobre a terra o sacrifício do Calvário, ergue-o como poderoso amparo contra os raios da divina justiça. Primeiro entre seus irmãos, os irmãos somos nós, apresenta por nós seus títulos à herança eterna. Seu direito como Deus é sua natureza, como homem seu sangue; conquistou o Céu, para nós o conquistou.

Acompanhemos pois a Águia sublime que hoje desfere o voo para o Céu, estende-nos as asas para nelas carregar-nos consigo. Tomai sentido porém, diz Santo Agostinho, que não sobe ao Céu o orgulho com o Deus da humildade, a avareza com o Deus pobre, a moleza com o Deus do Calvário, a impureza com o Filho da Virgem, nem vício algum com o Pai das Virtudes.

Oração

Filho único de Deus, Pontífice dos bens futuros, que entrastes hoje no Céu, santuário verdadeiro, apenas figurado pelo da lei antiga, para lá consumar o sacrifício da nova aliança começado na Cruz, aplicai-nos copiosos frutos deste mistério. Desprendei-nos da terra que deixais; seja ela para nós lugar de banimento, e verdadeiro desterro, onde, hóspedes e peregrinos, só caminhemos para o Céu, nossa pátria. Fazei, Senhor, que não tenhamos cá felicidade senão a de pertencer-vos; seja a nossa alegria fazer-vos a santa vontade, nossa esperança a do prêmio que sois Vós. A imitação dos Apóstolos, não olhemos para trás, senão para a frente sempre, e envidemos as forças todas para alcançarmos o fim prometido. Amém.

__________

HORA NÔA
A que se assiste no fim da Missa solene deste dia.

Pai nosso...
Ave Maria...
V. Deus, entendei em minha ajuda.
R. Não tardeis em socorrer-me, Senhor.
Glória ao Pai... 
Aleluia.

Hino Rerum Deus


Vós, ó Deus, cuja Grandeza
Todo o universo compreende,
De quem a ordem dos tempos
Unicamente depende.
Fazei que por vossa graça,
Sempre em constante vitória,
Tenhamos no fim da vida
Por prêmio imortal glória.
A vós, ó doce Jesus,
Se dê eterno louvor;
Pois dos tormentos da Cruz
Subistes aos Céu vencedor.
Dê-se ao Filho eterna glória,
Com o Pai e o puro Amor. Amém.

Antif. Videntibus illis. À vista deles.

Do Salmo 118.

Vossa lei, Senhor, é admirável: enlevada minha alma em sua beleza, sem cessar a contempla.
É um manancial de claríssimas luzes para os que a estudam, e comunica inteligência aos singelos.
Enamorado dela, suspiro e anhelo incessantemente pela felicidade de cumpri-la. 
Volvei, Deus meu, vossos olhos para mim, e deixai-vos enternecer de meus desejos, como costumais fazer com os que vos amam.
Regulai meu procedimento segundo vossos preceitos, e não permitais que me deixe dominar nunca da iniquidade.
Livrai-me das calúnias de meus inimigos, para que só cuide de observar vossos preceitos.
Olhai a vossos servos com benignos olhos, e instrui-me cada vez mais em vossas santas disposições.
Minhas infidelidades na observância de vossa lei me fazem derramar rios de lágrimas.
Justo sois, Deus meu, e retíssimo os vossos mandamentos.
São a minha justiça e equidade, e com razão quereis que se observe com tanta exatidão.
Ao ver que meus inimigos os desprezam, me consumo de dor.
Vossa lei é pura como o ouro acrisolado; nela unicamente tem posto seu coração vosso servo.
Sou moço, acho-me abatido e humilhado, porém nem com a inconstância da idade, nem com a força das aflições me esqueço vossas disposições.
Vossa lei será eternamente a mesma justiça e equidade.
Assim que, apesar das tribulações e angústias que padeço, me ocupo continuamente em meditá-la.
Vossos preceitos são e serão sempre a mesma retidão: fazei que os entenda e observe, e assim consiga ver-me salvo.
Glória ao Pai...

_____*_____

A vós Deus meu, clamo de todo meu coração; escutai-me, e me vereis cheio de novo fervor para observar vossas leis.
Clamo, e vos invoco para que me socorrais: livrai-me de meus males, para que unicamente me dedique a observar vossos mandamentos.
Dirijo-vos meus clamores anda antes de amanhecer, porque só em vossas promessas tenho posta minha esperança. 
Levanto-me antes de sair o sol a meditar vossa lei.
Atendei, Senhor, a minha voz segundo vossa misericórdia, e mova-vos vossa fidelidade a confortar-me em minhas desgraças.
Meus perseguidores são gentes entregues à iniquidade, e que inteiramente renunciaram a vossa lei.
Mas vós me assistis sempre para socorrer-me, e todos vossos passos me comprovam fidelidade.
Sempre tenho crido firmemente que vossas promessas são inalteráveis.
Vede, Senhor, minha aflição; e pois me vedes sempre adito a vossa lei apesar dos males que padeço, livrai-me deles.
Julgai minha causa, e remi-me da opressão: socorrei-me segundo vossas promessas.
Vossa justiça vos faz abandonar aos pecadores, porque desprezam vossos mandamentos.
Mas também é grande vossa misericórdia: exercitai-a comigo como haveis prometido.
Muitos são os que me perseguem e atribulam: com tudo isso não me desvio de vossos preceitos. 
Antes, atendendo mais a vossa honra que a meus trabalhos, desfaleço de dor ao ver os prevaricadores que abandonam vossa lei.
Vede, Senhor, quanto amo vossos mandamentos; mova-se pois vossa bondade a soccorrer-me.
Vós o fareis, Deus meu, porque a verdade é o princípio de vossas promessas, e vossos justos decretos nunca deixam de verificar-se.
Glória ao Pai...

_____*_____

Injustamente me perseguem os poderosos da terra; porém ninguém arrancará de meu coração o temor de quebrantar vossa lei. 
Não é tanta a alegria dum capitão vitorioso e enriquecido com os despojos de seus inimigos, como a que eu terei sempre em cumprir vossos mandamentos.
Aborreço e abomino a iniquidade, e unicamente amo vossa lei.
Repetidas vezes ao dia canto vossos louvores, e vossos justos juízos são sempre objetos deles.
Vós concedeis paz abundante aos que amam vossa lei, e os fortaleceis contra os ataques de vossos inimigos.
Em todos os meus males espero vosso socorro, Deus meu, e me mantenho sempre inviolavelmente unido a vossos mandamentos.
Procuro guardá-los com suma fidelidade, e os amo extremosamente.
Observo-os, porque sois testemunha de todas minhas ações, e porque desejo agradar-vos.
Cheguem a vós, Senhor, meus votos: concedei-me segundo vossas promessas a inteligência de vossa lei.
Atendei a minha oração, e conforme as vossas promessas livra-me de minhas penas.
Entoarão meus lábios vossos louvores quando me houverdes instruído bem em vossas santas leis.
Exalçará minha língua vossa lei, porque não mandais nela coisa alguma que não seja a equidade mesma.
Experimente eu o auxílio de vossa mão saudável, pois a tudo hei preferido o amor de vossos mandamentos.
Suspiro, Senhor, porque me livreis de meus males, e nesta esperança me mantém a meditação de vossa lei.
Vivificareis minha alma, e publicará vossos louvores: e em vossos justos juízos acharei sempre motivos para louvar-vos.
Ando errante como ovelha desgarrada: buscai, Deus meu, a vossa servo, pois no meio de minhas penas não me esqueço de vossos mandamentos.

CAPÍTULO. Viri Galilai, etc.

Varões Galileus, para que estais com os olhos no Céu! 
Este Jesus, que para o Céu se ausentou, assim virá pelo modo, com que agora o vistes ir subindo para o Céu. R. Graças a Deus.
R. Breve. Vou para meu Pai, e Pai vosso. Aleluia, Aleluia. Repete-se o mesmo. V. Meu Deus e Deus vosso. Aleluia, Aleluia. V. Glória ao Pai, e ao Filho, e ao Espírito Santo. Vou para o meu Pai, etc. V. O Senhor no Céu. Aleluia.
R. Preparou o seu assento. Aleluia.

Oração. Concedei-nos, etc. É a primeira Missa deste dia.

V. O Senhor seja convosco. R. E com teu espírito. V. Louvemos ao Senhor. R. Demos graças a Deus.

V. E as almas dos fiéis pela misericórdia de Deus descansem em paz. R. Amém.

Diz-se depois a Antif. final, Rainha dos Céus, etc., com a sua oração. E quando ao Santíssimo Sacramento exposto, diz-se o hino Tantum ergo, etc.

Depois da Ascensão, voltaram os Apóstolos a Jerusalém, e, conforme a ordem do Senhor, conservaram-se retirados em uma casa, em contínua oração, até receberem o Espírito Santo.

Imitemo-los do melhor modo que pudermos, retraindo-nos algum tempo dos negócios da nossa obrigação, empregando estes dias no exercício da caridade, oração e boas obras, pedindo que nos encha o Espírito Santo como aos Apóstolos. 
__________
Goffiné 1910

Nenhum comentário:

Postar um comentário

Caro (a) leitor (a), este blog é católico. Não aceitaremos ofensas contra a Igreja Católica. Por favor, antes de comentar certifique-se se o que está prestes a escrever tem alguma significância perante as Leis da Igreja.

Related Posts Plugin for WordPress, Blogger...

A Tradição é linda.

A Tradição é linda.

Palavras de Santo Agostinho

"A oração é uma chave do céu; sobem as preces, desce a divina misericórdia. Por mais baixa que seja a Terra, e alto o Céu, Deus ouve a língua do homem, quando este tem limpa a consciência."