Translate

Procure no blog

domingo, 30 de outubro de 2016

Viva Cristo Rei!!!

Salve Maria!

Hoje, último domingo de Outubro, celebramos o dia de Cristo Rei do Universo.


Festa de Primeira Classe e paramentos brancos.

Cristo Vive. Cristo Reina. Cristo Impera!

Infelizmente, após o maléfico Concílio Vaticano II, a reforma nas datas litúrgicas transferiram o dia de Cristo Rei para o fim do ano litúrgico, simbolizando que Cristo só reina no fim.

Só que nós, como católicos e não modernistas, comemoramos a data verdadeira, que foi instituída por Papa Pio XI.

 ***

“A Minha realeza não é deste mundo”


Tu és rei eternamente, meu Deus [...]; quando dizemos no Credo que o Teu “reino não terá fim”, sinto quase sempre uma alegria muito especial. Eu Te louvo, Senhor, bendigo-Te para sempre! No fim, o Teu reino durará eternamente! Não permitas nunca, Mestre, que os que Te dirigem a palavra julguem poder fazê-lo só com os lábios. [...] Certamente, quando vamos ao encontro de um príncipe, não lhe falamos com o mesmo à-vontade que a um aldeão ou a uma pobre religiosa como nós: seja qual for a maneira como nos falarem estará sempre bem. Sem dúvida que a humildade do nosso Rei é tal que, apesar da minha ignorância das regras da linguagem, Ele não deixa de me escutar e de me permitir aproximar-me d’Ele. Os Seus guardas não me afastam, pois os anjos que O rodeiam não ignoram que o seu Rei aprecia mais a simplicidade de um humilde pastor que, se pudesse, diria mais que todos os belos raciocínios dos maiores sábios e letrados, se não forem humildes. Mas se o nosso Rei é bom, não é razão para nos mostrarmos grosseiros. Nem que seja apenas para Lhe testemunhar a minha gratidão por Ele Se dignar suportar junto a Ele uma pessoa tão repugnante como eu, é justo que eu reconheça a Sua nobreza e grandeza. Na verdade, basta aproximarmo-nos d’Ele para compreendermos isso. [...] Sim, aproximai-vos d’Ele minhas filhas, mas pensai e compreendei a Quem ides falar, ou com Quem falais já. Nem em mil vidas como a nossa chegaremos a compreender as deferências que merece um tal Senhor, diante de Quem tremem os anjos. Ele tudo comanda, tudo pode; para Ele, querer é operar. É justo, minhas filhas, que procuremos alegrar-nos com as grandezas do nosso Esposo, que compreendamos de Quem somos esposas e, assim, saibamos que santidade deve ser a da nossa vida.

Santa Teresa de Ávila (1515-1582), carmelita descalça, doutora da Igreja, em Caminho de Perfeição, 22

Instituindo a festa de Cristo Rei, o papa Pio XI quis proclamar solenemente a realeza social de Nosso Senhor Jesus Cristo sobre o mundo. Rei das almas e das consciências, das inteligências e das vontades, Cristo é também o Rei das famílias e das cidades, dos povos e das nações, o Rei de todo o universo. Como Pio XI demonstrou na encíclica QUAS PRIMAS, o laicismo é a negação radical desta realeza de Cristo; organizando a vida social como se Deus não existisse, leva à apostasia das massas e conduz a sociedade à ruína.

Toda a missa e o ofício da festa de Cristo Rei são uma proclamação solene da realeza universal de Cristo contra o laicismo de nosso tempo. A missa começa por uma das mais belas visões do Apocalipse, em que o Cordeiro de Deus, imolado, mas doravante na glória, é aclamado pela imensa legião dos anjos e dos santos.

Fixada no último domingo de outubro, no fim do ciclo litúrgico, e precisamente nas vésperas de Todos os Santos, a festa de Cristo Rei apresenta-se como a coroa de todos os mistérios de Cristo e como a antecipação no tempo, da realeza eterna por Ele exercida sobre todos os eleitos na glória do Céu. A grande realidade do cristianismo é Cristo ressuscitado, reinando com todo esplendor da sua vitória, no meio dos eleitos que são a sua conquista.

Viva Cristo Rei!!!

***

Leia a encíclica Quas Primas (em espanhol).

Hino a Cristo Rei




***

CONSAGRAÇÃO GÊNERO HUMANO AO SAGRADO CORAÇÃO DE JESUS

Este ato de consagração diz- na Festa de Cristo Rei

Dulcíssimo Jesus, Redentor do gênero humano, lançai sobre nós, que humildemente estamos prostrados diante do vosso altar, os vossos olhares.


Nós somos e queremos ser vossos. E para nos unir mais firmemente a Vós, cada um de nós se consagra espontâneamente, neste dia, ao vosso Sacratíssimo Coração.

Muitos há que nunca Vos conheceram; muitos, desprezando vossos Mandamentos, Vos renegaram. Benigníssimo Jesus, tende piedade duns e doutros e conduzi-os ao vosso Sacratíssimo Coração.

Senhor, sede Rei, não somente dos fiéis que nunca de Vós se afastaram, mas também dos filhos pródigos que Vos abandoram. Fazei que em breve regressem à casa paterna, para não perecerem de miséria e de fome.

Sede Rei dos que vivem iludidos no erro ou separados de Vós pela discórdia; trazei-os ao porto da Verdade e à Unidade da Fé, para que em breve haja um só rebanho e um só Pastor.

Senhor, conservai incólume a vossa Igreja e dai-lhe uma liberdade segura e sem peias; concedei ordem e paz a todos os povos; fazei que dum polo a outro do mundo ressoe uma só voz: LOUVADO SEJA O CORAÇÃO DIVINO, QUE NOS TROUXE A SALVAÇÃO; honra e glória de Ele por todos os séculos. Amem.

(Extraído da pág. 1605 do Missal Romano Quotidiano.)

VIVA CRISTO REY!!!

Nenhum comentário:

Postar um comentário

Caro (a) leitor (a), este blog é católico. Não aceitaremos ofensas contra a Igreja Católica. Por favor, antes de comentar certifique-se se o que está prestes a escrever tem alguma significância perante as Leis da Igreja.

Related Posts Plugin for WordPress, Blogger...

A Tradição é linda.

A Tradição é linda.

Palavras de Santo Agostinho

"A oração é uma chave do céu; sobem as preces, desce a divina misericórdia. Por mais baixa que seja a Terra, e alto o Céu, Deus ouve a língua do homem, quando este tem limpa a consciência."

Siga-me no Facebook