Translate

Procure no blog

quinta-feira, 12 de maio de 2016

Santos Nereu e Aquileu, Santa Domitila e São Pancrácio

Festa de Terceira Classe

Paramentos Vermelhos

São Nereu e São Aquileu

Santa Domitila, com São Nereu
e São Aquileu,  por Peter Paul Rubens (1608).
Em Chiesa Nuova, Roma.
Etimologicamente os nomes "Aquileu" e "Nereu", de origem grega, significam, respectivamente, "força" e "me pertence". Irmãos, ambos eram soldados adscritos ao tribunal militar durante o governo do imperador Dioclesiano. Tempos em que a maldade perpetrava ataque feroz contra os seguidores de Cristo. Contudo, quanto mais se alargavam as fileiras do martírio, tanto mais florescia o cristianismo revestido com a força do testemunho vivo da verdade cristã.

Aquileu e Nereu eram como flores, que encontravam-se em meio a um jardim de espadas, sangue e guerra quando converteram-se ao cristianismo. Diante disso, o dilema que se lhes apresentava não era fácil: se por um lado, renegassem sua fé e adorassem os ídolos, se livrariam da morte. Por outro, se abandonassem o exército, seriam mortos, já que as regras militares eram rigorosíssimas nesse sentido. Abrasados, porém, pela lembrança de Nosso Senhor Jesus Crucificado e das convicções que lhes inflamava o coração, não era difícil prever o inevitável desenlace por amor a Deus e à Igreja. Cumpriam perfeitamente com seu dever de militares, mas passaram a se apresentar como dois jovens fervorosíssimos, fazendo orações ao Deus dos cristãos, tornando-se comunicadores exemplares da Palavra de Deus.

Finalmente decidiram abandonar o exército. Não tardou que fosse decretado o exílio na ilha de Ponza, onde permaneceram ambos a serviço de Santa Flávia Domitila, sobrinha do cônsul Flávio Clemente, com a qual partilharam as tribulações advindas pelas ordens imperiais. O historiador Eusébio diz que esta nobre dama de Roma fora enviada ao desterro por ordem de Domiciano porque também proclamara sua fé ao Divino Redentor. Segundo São Jerônimo "o exílio foi tão cruel e longo que isto por si só já lhes serviria de martírio". Foram condenados à morte, entregando gloriosamente a alma pelo fogo e pela espada.

O Papa São Dâmaso escreveu no ano 400 a seguinte inscrição na tumba dos dois mártires: "Nereu e Aquileu pertenciam ao exército do imperador. Porém, se negaram a cumprir certas ordens que a eles pareciam cruéis. Ao converter-se ao cristianismo abandonaram toda violência e preferiram ter que abandonar o exército antes que ser cruéis com os outros. Proclamaram seu amor a Cristo nesta terra e agora gozam da amizade de Cristo na eternidade". O Sepulcro dos santos conserva-se no cemitério de via Ardeatina, onde há uma Basílica edificada em sua honra.
__________
Fonte: clique aqui.


Santa Domitila

Nobre romana, sobrinha de Flavio Clemente, Cônsul de Roma e convertido ao cristianismo, que também foi martirizado por confessar-se cristão. Como era costume na época, por ordem dos pais, Flavia deveria casar-se com um jovem rico da côrte. Entretanto, ela tinha oferecido sua virgindade a Deus. Passava a maior parte do dia entregue às orações e meditações, e dedicando sua vida às crianças órfãs. Alguns anos depois, por não querer adotar a religião oficial do Império Romano, foi perseguida e condenada, sendo enviada à Ilha de Ponza, na Itália, onde foi torturada até à morte jurando o seu amor por Jesus.
__________
Fonte: clique aqui.

São Pancrácio

São Pancrácio na Basílica de
Santa Maria del Pi, em Barcelona.
Pancrácio de Roma (Em latim, Pancratius; em grego: Άγιος Παγκράτιος, em italiano: San Pancrazio) nasceu por volta do ano 289-290, em Roma, numa nobre família frígia e morreu em 12 de maio de 304, com cerca de 14 anos de idade. Convertido ao cristianismo, tornou-se um mártir ao ser decapitado na via Aurélia por conta de sua fé, durante a perseguição de Diocleciano.

Pancrácio era filho de pais cristãos, nobres, ricos e amigos do imperador Diocleciano. Órfão ainda muito novo, foi morar com um tio chamado Dionísio. Com o seu apoio conseguiu estudar em Roma, indo morar na mesma casa onde fazia retiro o Papa Marcelino. Nos primeiros anos da perseguição, Pancrácio, então com 14 anos de idade, e seu tio Dionísio foram denunciados e levados a júri. O tio foi imediatamente morto mas Pancrácio ainda mereceu uma certa consideração do imperador, pois era jovem e filho de alguém que havia sido seu amigo. Diocleciano tentou envolver Pancrácio com promessas, astúcias e, finalmente, ameaças. Nada deu resultado. Como o adolescente respondia a tudo afirmando que não temia a morte, pois isso o conduziria a Deus, o imperador perdeu a paciência e mandou logo decapitá-lo no dia 12 de maio de 304.

No local do seu túmulo, no cemitério de Ottavilla, o Papa Símaco mandou erguer no século VI uma igreja em sua homenagem, ainda existente. Há numerosas igrejas em louvor a São Pancrácio em Itália, França, Inglaterra e Espanha, onde o seu culto mais se difundiu. A ele foram ainda dedicados um mosteiro em Roma, fundado por São Gregório Magno e um em Londres fundado por Santo Agostinho de Cantuária.

É o padroeiro dos enfermos na Itália; padroeiro dos trabalhadores na Espanha e padroeiro da Juventude da Ação Católica na América Latina.
__________
Fonte: clique aqui.

Nenhum comentário:

Postar um comentário

Caro (a) leitor (a), este blog é católico. Não aceitaremos ofensas contra a Igreja Católica. Por favor, antes de comentar certifique-se se o que está prestes a escrever tem alguma significância perante as Leis da Igreja.

Related Posts Plugin for WordPress, Blogger...

A Tradição é linda.

A Tradição é linda.

Palavras de Santo Agostinho

"A oração é uma chave do céu; sobem as preces, desce a divina misericórdia. Por mais baixa que seja a Terra, e alto o Céu, Deus ouve a língua do homem, quando este tem limpa a consciência."

Siga-me no Facebook