Translate

Procure no blog

quinta-feira, 28 de abril de 2016

São Paulo da Cruz

Paulo Francisco Danei, nasceu na cidade de Ovada, na Itália, no dia 3 de janeiro de 1694. Paulo foi o primeiro filho que sobreviveu depois da morte de 11 irmãos. Depois dele virão outros 5 filhos, para Lucas Danei e Ana Maria Massari, seus pais. Cristãos autênticos, seus pais e principalmente sua mãe, devota da Paixão da Jesus ensinou os filhos a contemplarem Jesus Cristo Crucificado. Dos irmãos, João Batista será o mais fiel amigo e companheiro de Paulo Danei, sobretudo no carisma da Congregação Passionista.

Aos 19 anos, Paulo, depois de ouvir um sermão, fez uma confissão geral dos pecados e prometeu servir a Deus e amá-lo sempre, ele chamou de “minha conversão”. Aos 26 anos, depois que saia da Missa, Paulo se viu vestido de hábito preto e do lado direito do peito, uma cruz branca e o nome de Jesus também escrito em letras brancas. Fez um retiro de 40 dias e escreveu a Regra da Congregação que Deus o chamava a fundar, a Congregação dos “pobres de Jesus”. Antes de iniciar o retiro, Paulo vestiu o hábito preto, conforme a inspiração. Era o dia 22 de novembro de 1720. Este dia ficou sendo o dia da fundação da Congregação Passionista.

Em 1721, Paulo fez o voto de propagar a Paixão de Jesus Cristo, na Basílica de Santa Maria Maior, em Roma. Recebeu a Ordenação Presbiteral pela imposição das mãos do papa Bento XIII, na Basílica de São Pedro e com a licença do mesmo começou a reunir companheiros para a nova Congregação religiosa.

Em 1741, o Papa Bento XIV aprovou as regras da Congregação da Paixão de Jesus Cristo. Paulo e os primeiros companheiros fizeram os votos de pobreza, castidade e obediência e ele passou a se chamar: Paulo da Cruz. A Congregação foi crescendo, embora Paulo tenha sido provado de diversas formas, como: doenças físicas, aridez espiritual, perseguição por parte das Ordens mendicantes, incompreensão, calúnias, etc.
Símbolo dos Passionistas
Paulo da Cruz é considerado o maior místico do século XVIII. Escreveu mais de 30 mil cartas espirituais, ensinando sacerdotes, religiosas e leigos, a experimentar o amor de Deus, presente na cruz de Jesus. Amou a Eucaristia e Maria. Amou e serviu os pobres, os enfermos e os pecadores. Missionário e profeta anunciou o amor incondicional de Deus, na Paixão no mundo. Profeta da Páscoa apontou a vida onde a dor e a morte buscavam triunfar. DEUS MORREU POR AMOR. Esta verdade, segundo Paulo, deveria ser proclamada por todo cristão, sem medo e com alegria.

No ano de 1769, a Igreja reconheceu a Congregação da Paixão de Jesus Cristo. Paulo da Cruz desejou então ver os passionistas em todas as partes do mundo, porém ele morreu antes de realizar esse sonho. Quando da sua morte, a 18 de outubro de 1775, com 81 anos de idade, a Congregação ainda estava só na Itália. Mas, os passionistas que vieram depois levaram adiante o ideal de Paulo. Hoje os passionistas estão em 60 países e nos 05 Continentes. São aproximadamente 2.300 religiosos no mundo, anunciando a Paixão de Cristo, para que a humanidade aprenda a ciência do amor divino.

São Paulo da Cruz foi beatificado no ano de 1853 e canonizado em 1867, pelo papa Pio IX.

Frases marcantes de São Paulo da Cruz:

No rosto do pobre está esculpido o nome de Jesus.

O mal do mundo é o esquecimento da Paixão de Cristo. O remédio para curar todos os males é a Memória da Paixão do Senhor.

Do mar das dores de Maria, se chega ao oceano infinito do amor de Jesus Crucificado.

Milagres aceitos pela Igreja para a beatificação de São Paulo da Cruz:

1- Cura de Francisco Maria Giorgi, em Fondi, Itália, de 9 anos de idade, com aneurisma no coração e tifo.

2 – Cura de Maria Rollo, em Roccasecca, região de Nápoles, Itália, de câncer.

Milagres aceitos pela Igreja para a canonização de São Paulo da Cruz:

1 – Cura de Rosa de Alena, de Campo de Mele, diocese de Gaeta, Itália, de câncer.

2 – Multiplicação do trigo durante a seca, para os passionistas, no convento de Sant’Angelo de Vetralla (Itália) e para os pobres que vinham buscar pães.
__________

Nenhum comentário:

Postar um comentário

Caro (a) leitor (a), este blog é católico. Não aceitaremos ofensas contra a Igreja Católica. Por favor, antes de comentar certifique-se se o que está prestes a escrever tem alguma significância perante as Leis da Igreja.

Related Posts Plugin for WordPress, Blogger...

A Tradição é linda.

A Tradição é linda.

Palavras de Santo Agostinho

"A oração é uma chave do céu; sobem as preces, desce a divina misericórdia. Por mais baixa que seja a Terra, e alto o Céu, Deus ouve a língua do homem, quando este tem limpa a consciência."

Siga-me no Facebook